Of Fathers and Sons – 2018

Não é de uma hora pra outra que uma pessoa decide sacrificar sua vida para uma causa que considera maior. Of Fathers and Sons é um projeto que durou cerca de dois anos para o realizador Talal Derki, que perdeu sua liberdade e deixou de lado suas crenças pessoais para tentar compreender como uma criança aprende a conviver, tolerar e aceitar como única a visão de mundo jihadista.

Apresentando-se como um fotógrafo de guerra simpatizante da al-Qaeda, Derki conseguiu a confiança de Abu Osama – pai de oito filhos e um dos líderes da Frente Al-Nusra (atual Tahrir al-Sham). Ao entrar no cotidiano da família, notamos a dura realidade das crianças – punidas por qualquer deslize, por exemplo.

A formação ideológica de ódio ao ocidente começa cedo: vários filhos de Osama receberam nomes de famosos terroristas – e o pai considera como uma glória e benção o nascimento de um de seus filhos no dia 11 de setembro. A falta de educação formal nos vilarejos, tomados pelo conflito que assola a Síria, abre espaço para a formação de uma ampla rede de ensino jihadista – que trata com as crianças apenas dos assuntos necessários para a guerra: formação religiosa e treinamento militar, requisitos para a formação como “soldados de Deus”.

Derki conseguiu tanto conteúdo junto de seu diretor de fotografia, Kahtan Hassoun, que é impressionante notar como ele foi bem aceito no dia a dia. Ele registra cenas duras – como um sniper almejando um inimigo, bombas sendo construídas e minas sendo destruídas.

A narrativa proposta chama a atenção por um grande tópico: a ausência quase que total de imagens de mulheres – provavelmente uma exigência de Osama, mas nunca referenciada formalmente no filme. Mas apenas pelo pouco tempo em que Derki esteve lá já foi possível observar como as crianças deixaram de lado a inocência de forma precoce para obedecer ao patriarca e a sua linha de visão de mundo.

Em um sentido amplo, Of Fathers and Sons propõe a discussão da raiz do ódio. Nunca se preocupa em amenizar o conflito, e conta detalhes relevantes sobre a próxima geração de jihadistas.

NOTA: 8/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta