Eighth Grade – 2018

Eighth Grade, lançado no Festival de Sundance e com boa repercussão nos Estados Unidos, é uma das boas aquisições da A24, que faz um trabalho espetacular nos últimos cinco anos para promover longas deste tipo. Dirigido por Bo Burnham, o filme tem mérito por levar ao cinema uma discussão sólida sobre ansiedade social no período de transição mais complicado na vida de um jovem.

Kayla (Elsie Fisher) é uma garota que está concluindo a oitava série. Sem amigos, ela faz vídeos no YouTube como uma terapia, recomendando, ás vezes, até coisas que nem ela mesmo consegue. Longe de ser popular, o filme acompanha como Kayla se relaciona com os demais colegas – e como ela tenta ao máximo abrir diálogos. Criada pelo seu pai (Josh Hamilton), a moça vê a semana decisiva de sua vida como uma forma de redenção própria.

É ótimo ver um filme que trata de forma clara sobre uma pessoa normal. É cada vez mais comum, ainda mais com a atenção voltada para as redes sociais, que séries e longas acabem se direcionando para os jovens mais bonitos e populares da escola. Em Eighth Grade temos uma protagonista que está longe de possuir o padrão estético das garotas que encantam os meninos – mas que está disposta a descobrir mais sobre sexo por si mesma, rompendo com alguns pré-conceitos comportamentais.

Fisher, obviamente, merece todo destaque possível e é digna de elogios, pois carrega o filme nas costas. A decisão de Burnham de filmar a jovem como ela é – com pouca maquiagem, até como forma de sustentar a retórica de aceitação própria – contribui para o entendimento do objetivo proposto pelo roteiro, que é mostrar o quanto Kayla encara o final da oitava série como um divisor de águas na sua vida.

Eighth Grade provavelmente deve aparecer nas premiações menores da temporada. Também pode ser considerado como um filme de alto nível para debater as complexas questões que envolvem beleza, maturidade e popularidade.

NOTA: 7/10

IMDb

Summary
Review Date
Reviewed Item
Eighth Grade
Author Rating
31star1star1stargraygray

Comments

comments

Deixe uma resposta