Forushande (O Apartamento) – 2016

Asghar Farhadi é o grande responsável por abrir o cinema o cinema iraniano ao mundo ocidental. Seus quatro últimos filmes foram verdadeiros sucessos – já que o diretor nunca abriu mão de analisar o contexto social de seu país, mostrando as enormes diferenças políticas, religiosas e culturais. Nem mesmo quando Majid Majidi foi indicado ao Oscar de 1999 com Filhos do Paraíso o cinema iraniano teve um apelo tão grande como agora: Farhadi, que já venceu o prêmio de longa estrangeiro da Academia, instiga o público em histórias complexas e bem fundamentadas. Forushande (O Apartamento, no Brasil) é excepcional, com um ritmo muito próximo de A Separação, obra prima de sua carreira.

Retornando ao Irã após participar da produção francesa Le passé, a atenção mais uma vez está na rotina de um casal. Rana (Taraneh Alidoosti) e o professor Emad (Shahab Hosseini) compõem o elenco da peça A Morte do Caixeiro Viajante, em exibição na capital iraniana. O prédio em que eles viviam começou a apresentar rachaduras, e o risco de demolição fez com que eles trocassem de residência. Ao chegar no novo apartamento, Rana é atacada por um homem estranho. O incidente levanta questões sobre a antiga moradora do local e envolve diretamente Emad, que busca pelo autor do crime para estabelecer justiça.

O trauma está diretamente ligado na base narrativa do filme. Após o ataque, Emad coloca sua profissão em segundo lugar e alterna seu foco para a solução do caso. Já Rana fica isolada e com medo de permanecer em casa. O comportamento dos dois acaba resultando em péssimas apresentações no teatro. Farhadi faz uma progressão lenta, mas recompensadora. O Apartamento é o tipo de filme que constrói um forte ambiente de tensão para explorar seus minutos finais com extrema solidez. Quem ganha é o espectador, que passa a tentar ler as atitudes de cada personagem e até mesmo se coloca no papel de juiz. Essa excelente interação com o público ganha ainda mais qualidade com o conhecimento da peça A Morte do Caixeiro Viajante, que ajuda a estabelecer bons parâmetros de comparação ao drama social que envolve cada situação exposta no filme.

Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, o filme pode surpreender e aparece com chances de desbancar Toni Erdmann, franco favorito da temporada de premiações.

NOTA: 8/10

IMDb

Comments

comments

Um comentário em “Forushande (O Apartamento) – 2016

Deixe uma resposta