Diversidade! Vencedores do Independent Spirit Awards 2016

Se o Oscar mostrou que está muito atrás na questão da diversidade – muito por conta do perfil dos associados na Academia – a Film Independent deu um show na noite do dia 27 de fevereiro de 2016. A noite da diversidade. Acertei todos meus palpites, ficando na liderança do Golden Derby.

A melhor surpresa da noite, sem a mínima dúvida, foi a vitória da grande Mya Taylor, por Tangerine.

A estrutura do show, no entanto, ainda peca. Por conta dos contratos televisivos, as várias interrupções para intervalos tornam a experiência um tanto quanto negativa. Os apresentadores do show, por exemplo, apostaram em sátiras abertas, sem graça. Várias foram as vezes que a audiência ficou esperando uma continuação nas falas de ambos – o que deixou claro o feedback negativo.

Melhor filme:

Vencedor: Spotlight

Comentário: É o filme que traz um legado para a premiação. Não é brilhante por ser independente – é brilhante por sua história. O prêmio para qualquer outro dos indicados não teria o mesmo impacto.

Melhor diretor:

Vencedor: Tom McCarthy, por Spotlight

Comentários: Deu a lógica e seguiu a tradição da Film Independent.

Melhor ator:

Vencedor: Abraham Attah, por Beasts of No Nation

Comentários: Não foi surpresa. Attah venceu por competência pura.

Melhor atriz:

Vencedora: Brie Larson, por Room.

Comentários: Categoria sem graça! Era óbvio que Brie venceria todos os prêmios da noite!

Melhor ator coadjuvante:

Vencedor: Idris Elba, por Beasts of No Nation.

Comentários: Excelente! Um tapa na cara da Academia. A melhor atuação de um coadjuvante em 2015.

Melhor atriz coadjuvante:

Vencedora: Mya Taylor, por Tangerine

Comentário: Perfeito! Decisão maravilhosa. Me sinto extremamente feliz por ter votado nela, por ter contribuído para essa conquista!

Melhor roteiro:

Vencedor: Spotlight.

Comentário: Instigante, que deixa perguntas enormes ao espectador. Não tinha nenhum outro concorrente do mesmo nível.

Melhor primeiro roteiro:

Vencedor: Room

Comentário: Emma Donoghue foi perfeita!

Melhor fotografia

Vencedor: Carol. Ed Lachman é um veterano de Hollywood, com excelente rede de contatos. Carol não é seu melhor trabalho, mas deve ser responsável pelo seu segundo prêmio na categoria (já venceu com Far from Heaven).

Comentário: Compreensível. Como falei no post de minhas apostas, Lachman é um veterano, com uma sólida rede de contatos.

Melhor edição:

Vencedor: Spotlight. 

Comentário:Meus colegas optaram por dar o prêmio de edição para o melhor filme da noite.

Melhor filme estrangeiro:

Vencedor: Son of Saul.

Comentário: Unanimidade do ano. Impossível dar para outro filme.

Melhor documentário

Vencedor: The Look of Silence.

Comentário: Grande reconhecimento a um documentário completo!

Melhor primeiro filme:

Vencedor: Diary of a Teenage Girl.

Comentário; Resultado esperado. Era o mais forte de sua categoria.

 

Um comentário em “Diversidade! Vencedores do Independent Spirit Awards 2016

Deixe uma resposta