Dawn of the Dead (Zombie – O Despertar dos Mortos) – 1978

Dawn of the Dead (Zombie – O Despertar dos Mortos, no Brasil) é a sequência do aclamado Night of the Living Dead, lançado exatamente dez anos após George Romero ser cultuado como o pai dos zombies.

Neste filme, a história gira em torno de dois membros da SWAT, e de um produtor de TV, que, junto de sua namorada, busca fugir a todo custo dos mortos-vivos no misterioso mundo pós-apocalíptico.

Ao contrário do primeiro longa, a história desta vez tem mais profundidade. E para o delírio dos fãs, o trash/gore dos é ainda mais forte, se tornando no elemento mais apelativo e o que segue durante toda rodagem. Quando comparado com os filmes recentes, nota-se que o tempo tratou de agravar as gigantescas diferenças de tratamento de maquiagem, uma vez que os mortos diferenciam-se dos vivos apenas pelo pó cinza que cobre o rosto e as extremidades.

Devido a toda pressão que envolvia o diretor e sua equipe na busca de um roteiro que mantivesse o nível apresentado no primeiro longa, o lendário produtor italiano Claudio Argento conseguiu arrecadar um milhão e meio de dólares para aplicar na maquiagem e em efeitos que pudessem ampliar a escala de análise da série.

O resultado de bilheteria extremamente positivo e o final aberto de Dawn of the Dead deixou uma verdadeira mina de ouro nas mãos de Romero, que rejeitou ofertas milionárias grandes estúdios americanos, preferindo lançar a terceira entrada da série dos mortos apenas em 1985.

Um clássico de seu gênero, Dawn of the Dead foi alvo de um remake bizarro lançado em 2004. Mas nada que tire o brilho desta produção. Como já escrevi anteriormente, graças a essas experiências positivas que tudo o que gira em torno dos zombies está em alta atualmente.

NOTA: 7/10

IMDb

 

Comments

comments

Deixe uma resposta