Démanty noci (Diamantes da Noite) – 1964

Démanty noci (Diamantes da Noite, no Brasil) é um dos filmes mais interessantes feitos na perspectiva do Holocausto. Digo isto pois ele afasta-se do drama dos horríveis campos de concentração e extermínio da Alemanha Nazista para explorar os traços de dois jovens que lutam para não serem deportados.

O primeiro filme com direção de Jan Němec tem poucas linhas de diálogo. Durante a Segunda Guerra Mundial, dois amigos fogem do trem que os levaria para um campo de concentração e passam a ser perseguidos por um grupo de caçadores da região. Misturando o real com o imaginário, ambos lutam pela sobrevivência em meio a uma estranha floresta.

A fotografia deixa claro o intuito de surpreender a cada tomada. Aqui, a imagem vale muito mais do que qualquer palavra colocada na boca dos personagens, uma vez que podemos notar claramente a noção do filme em movimento – os dois estão sempre correndo, se movimentando, e as raras cenas em que os dois aparecem sentados ou deitados são justamente as mais importantes para desfazer os nós propostos pelo diretor.

O final do longa é extremamente simples e satisfatório. Jan não dá as respostas para seu espectador. Ao contrário, ele convida cada um a tirar suas próprias conclusões a partir de algumas dicas que são apontadas ao longo da exibição. Se o destino final dos dois amigos é triste ou feliz, fica a critério de cada um – baseado sempre na experiência única e pessoal em torno dos 60 minutos de exibição.

NOTA: 7/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta