Batman Forever (Batman Eternamente) – 1995

Vinte anos após seu lançamento, Batman Forever ainda é alvo de muita discussão. Apesar de conseguir um estrondoso sucesso comercial, muitas das opções exploradas pela Warner mostraram-se completamente erradas. Michael Keaton rejeitou participar na versão dirigida por Joel Schumacher por discordar fortemente do rumo da série. Se o Batman de Tim Burton tinha ares sombrios, o mesmo não se pode falar do personagem que acabou sendo interpretado por Val Kilmer, ator que tinha uma péssima reputação por conta de seu estrelismo. A versão de 1995 busca mais humor, extravagância e sensualidade, explorando as características de destaque de cada um dos atores principais.

Gotham é ameaçada por Duas Caras (Lee Jones) e Charada (Jim Carrey). Batman (Kilmer) busca defender a cidade mas acaba se envolvendo emocionalmente com a bela Chase (Nicole Kidman). Como a tarefa de deter dois vilões é mais difícil, a ajuda de Robin (Chris O’Donnell) veio em boa hora.

A produção enfrentou vários problemas: Kilmer brigou com Schumacher após o diretor exigir um comportamento mais profissional durante as filmagens, Jim Carrey e Tommy Lee Jones se desentenderam várias vezes e a equipe de filmagem teve que lidar com os constantes pedidos de um elenco que parecia fora de controle. Para piorar ainda mais a situação, o roteiro explora um dos piores recursos que um filme de ação pode usar. Em uma determinada cena, os vilões tem a chance de ouro de capturar e/ou matar Batman, mas preferem levar logo a personagem de Nicole Kidman. Por este motivo é extremamente compreensível os relatos de pessoas que pediram seu dinheiro de volta após a sessão terminar.

O Blu-Ray trata de tentar apaziguar estes problemas com uma excelente quantidade de material suplementar – cenas deletadas, comentários e boas tomadas de bastidores. Mesmo compreendendo o problemático ambiente, não se pode negar que estamos falando de um filme de baixa categoria que visou apenas o lucro.

Batman Forever ficou marcado na lista negra dos longas de super-heróis. Dois anos depois, a Warner decidiu dar novos ares a franquia com um capítulo ainda mais controverso: Batman & Robin.

NOTA: 2/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta