22 Jump Street (Anjos da Lei 2) – 2014

22 Jump Street (Anjos da Lei 2) é uma cópia piorada de seu antecessor. Obviamente, a Columbia e a MGM são maduras o suficiente para entender que o primeiro longa teve um sucesso ímpar entre o público jovem. Ao copiar a receita do original, o interesse pelo dinheiro falou mais alto.

Após uma cena inicial de ação de doer os olhos, Schmidt (Jonah Hill) e Jenko (Channing Tatum) entram disfarçados em uma universidade para dar um ponto final em um cartel que comanda a distribuição de uma droga letal (nem isso os produtores se preocuparam em alterar). Schmidt acaba se apaixonando por uma das mulheres mais inteligentes e bonitas do campus (Amber Stevens)  – que também é filha do comandante do capitão Dickson (Ice Cube).

As cenas são tão forçadas que é difícil entender todo o interesse gerado neste longa. Me parece que o padrão cool da década de 2010 é colocar um personagem que representa o público nerd, com um fortão, que também tem sua grande parcela de popularidade. Ao unir estes dois biotipos, não apenas a identificação entre os espectadores mais jovens é instantânea, mas também ocorre a quebra a criteriosa barreira que existe para a aceitação do público desta faixa etária. Saudades dos anos de 1990 e da geração do clássico cult Dazed and Confused.

Um filme de ação muito sem graça. Uma comédia que precisa passar por centenas de clichês para conseguir a atenção do grande público. Mas isto é parte do cinema. Enquanto houver interessados, as produtoras vão continuar com estas franquias milionárias. A prova disto é que 22 Jump teve uma bilheteria muito melhor do que o 21, o que deve refletir com também no lançamento das versões home-video, e, claro, com a confirmação da produção de 23 Jump Street.

NOTA: 4/10

IMDB

Comments

comments

Deixe uma resposta