Devil’s Knot (Sem Evidências) – 2013

Devil’s Knot (Sem Evidências, no Brasil) chega aos cinemas brasileiros após receber uma enxurrada de críticas negativas nos Estados Unidos.

O filme trata do caso conhecido por lá como West Memphis Three: em uma manhã de maio de 1993, três garotos de oito anos foram passear de bicicleta e não retornaram para suas casas. Um dia depois, a polícia encontrou os corpos dos meninos nus e amarrados com seus cadarços de tênis. Durante uma atrapalhada investigação, três jovens que participavam de rituais satânicos foram acusados, julgados e condenados como os responsáveis pelo crime, apesar da única fonte de provas virem de confissões que mais tarde seriam retiradas.

Colin Firth interpreta Ron Lax, um investigador que não aceita as conclusões da polícia e busca a verdade do caso por conta própria. No subplot, Pamela Hobbs (Reese Witherspoon), mãe de um dos garotos assassinados, luta pela prisão dos homens que participaram do crime. Apostando na atuação dos protagonistas bem conhecidos, confesso que fiquei bastante triste ao observar a má utilização da atriz Mireille Enos, que poderia facilmente substituir a protagonista do filme, mas foi escalada para cumprir um punhado de cenas secundárias em um papel que, teoricamente, seria chave na investigação.

Como o espectador brasileiro não está acostumado com a história por trás da trama, acredito que o filme vai agradar ao grande público, talvez por optar por uma narrativa muito parecida com a de Zodiac (2007). No entanto, não posso esconder minha grande decepção por optar por uma dramatização exagerada do caso e deixar de fora do filme justamente um dos pontos que mais tomou tempo da mídia e de artistas na transição da década de 1990 para os anos 2000: a pressão para que os três meninos saíssem da cadeia o quanto antes pela falta de evidências. Somado a isto, o apagado Colin Firth não se encaixou no papel e deixou Reese Witherspoon tomar conta de todas as atenções. Poderia ser muito melhor.

Para o amigo leitor que se interessar sobre o caso, deixo a recomendação da série de ótimos documentários da HBO intitulada Paradise Lost, com destaque especial para a última produção, de 2011, que conseguiu ser indicada ao Oscar e teve grande repercussão no desfecho do caso.

NOTA:5/10

IMDB

Comments

comments

Deixe uma resposta