Cesare deve morire (César Deve Morrer) – 2012

Cesare deve morire foi o vencedor do Urso de Ouro de 2012 e também o longa selecionado para representar a Itália na 85ª entrega de prêmios da Academia. Dirigido por Paolo e Vittorio Taviani, o breve filme de 77 minutos mostra como os presos da Rebibbia (em Roma) se uniram para fazer um teatro sobre a obra Júlio Cesar, de Shakespeare.

Com mais de 80% do rodado em preto e branco, o filme poderia muito bem ser um documentário, já que os presos são reais. Mas os irmãos decidiram explorar o perfil de cada um dos prisioneiros para compreender não só o motivo de cada um estar atrás das grades, mas também buscar encaixar cada detento em um determinado personagem da história. Ao encaixar a película no gênero docudrama, eles perderam certo momentum a partir da metade da história, onde apenas o ensaio para a grande peça é mostrado.

 A direção de arte foi abordada de maneira bem interessante. Como o cenário principal é uma pobre prisão, os diretores abusaram dos enquadramentos nos rostos dos protagonistas para explorar como os presos deixaram de ver a ideia de fazer um teatro como uma bobagem qualquer e passaram a comprar a história e dar o melhor para honrar os personagens históricos designados. Este é o fator de destaque. São pessoas reais em uma situação real.

NOTA: 6/10

IMDB

Comments

comments

Deixe uma resposta