Krótki film o zabijaniu (Não Matarás) – 1988

Quinto mandamento: não matarás.

Krótki film o zabijaniu (Um pequeno filme sobre a morte, e no Brasil com o título de Não Matarás) é uma produção que foi construída em cima da base do quinto episódio da série Decalogue, dirigida por Krzysztof Kieslowski e que por motivos legais não encontrou nenhuma rede de televisão nos Estados Unidos.

Premiado com o troféu do júri em Cannes, o diretor polonês traz ao espectador três histórias paralelas que se cruzam quando a morte entra na vida de três homens muito diferentes.

Waldemar (Jan Tesarz) é um taxista que busca lucrar ao máximo com sua profissão. Piotr (Krzysztof Globisz) acabou de ganhar o diploma que lhe dá o direito de exercer a advocacia. Jacek (Miroslaw Baka) é um jovem sem rumo que acabou de chegar na grande Varsóvia. Certo dia, Jacek mata Waldemar, rouba seu táxi e tenta sair com uma linda moça, que logo desconfia sobre a forma com que seu amigo arranjou o veículo.

O corte desta cena nos leva diretamente para uma nova situação: Jacek recebe a pena de morte por enforcamento e Piotr vira seu advogado de defesa. Se sentindo culpado por não ter conseguido livrar seu cliente, o recém diplomado cria um vínculo de amizade com o condenado horas antes de cumprir sua pena. É aqui que temos o clímax do filme. Jacek abre seu coração e revela sobre seu passado, onde logo descobrimos que uma morte mudou totalmente sua concepção de vida: após perder sua irmã em um acidente de trator, quando esta foi atropelada por um amigo bêbado, Jacek virou um homem sem rumo. Não que isto explique o motivo dele ter assassinado Waldemar, nas fica muito claro que desde aquele episódio ele passou a tratar a morte como um evento normal, que acontece a todos. Ele parece não temer a morte até a hora em que sua sentença é lida e ele é executado.

Kieslowski oferece a seu espectador um filme muito escuro. A fotografia coordenada por Sławomir Idziak apresenta filtros verdes (experimentais e feitos a mão), que somente são removidos após a morte de Jacek, mostrando algo como a libertação de uma alma suja e contaminada por maus exemplos.

Um filme forte (com uma brutal cena de assassinato), tocante e muito inteligente. Através de um roteiro curto e muito coeso, Krzysztof coloca o espectador como juiz na cena final e deixa nas entrelinhas a grande questão: será que a pena de morte é a real solução para todos os problemas?

NOTA: 7/10

IMDB

Comments

comments

Deixe uma resposta