The Secret Life of Pets 2 (A Vida Secreta dos Bichos 2) – 2019

Não seria absurdo dizer que The Secret Life of Pets 2 (A Vida Secreta dos Bichos 2, no Brasil) na verdade junta três histórias em uma. O projeto da Illumination dirigido por Chris Renaud – novamente com distribuição da Universal – muda seu formato para ampliar o potencial futuro da franquia, com espaço para novos personagens.

Max (Patton Oswalt, substituindo Louis C.K.) muda sua vida após o nascimento do filho de sua dona, Katie (Ellie Kemper), e tem problemas para controlar sua ansiedade. Junto de Duke (Eric Stonestreet), a relação com Rooster (Harrison Ford, em sua primeira animação) é desenvolvida fora de Nova York. Enquanto isso, Snowball (Kevin Hart) acredita que é um super-herói – e entra em uma missão com Daisy (Tiffany Haddish). E Gidget (Jenny Slate) fica responsável pelo brinquedo favorito de Max durante a viagem deste – só que acaba criando uma confusão que precisa ser solucionada o mais rápido possível.

A qualidade gráfica merece total destaque: o mundo é rico e vivo, com detalhes que despertam a atenção do espectador. O trabalho sonoro também é muito competente, e a voz de Patton Oswalt, que foi alvo de certa preocupação dos fãs, fechou muito bem com Max e foi bem aproveitada na narração.

O roteiro não se aprofunda muito em nenhuma das três histórias, mas faz boas ligações com o expressivo número de personagens usando uma série de piadas simples, mas efetivas. E também existe potencial para fazer a mediação com as crianças de assuntos relevantes, como a superproteção e a ansiedade.

É óbvio que a comparação com o primeiro longa será feita: particularmente observei não apenas avanços técnicos, mas também na forma como os personagens são apresentados e como a interação é feita. Pets 2 parece deixar de lado a noção de que é um Toy Story de animais e forma aos poucos seu próprio universo. Por este motivo, vejo que aqui ocorre o raro caso de sequência que supera a primeira produção. Como opção de entretenimento infantil, The Secret Life of Pets 2 prospera. Aliás, suspeito que Pets 2 também sirva como ponte para um spin-off no futuro – tendo em vista que o sucesso de bilheteria é certo e que o indicativo é muito positivo.

Apesar de não ter chances na categoria de animação do Oscar 2020 pelo nível dos concorrentes, acredito que a Illumination e a Universal seguem no rumo certo ao propor novidades e uma dinâmica fluída – longe de ser perfeita, mas que com certeza fará sucesso com o público-alvo.

NOTA: 6/10

IMDb

Deixe uma resposta