Vencedores do Globo de Ouro 2019

A premiação do Globo de Ouro é tradicional e relevante. Pelo destaque que ganhou ao longo dos anos, rapidamente tornou-se a segunda favorita do público, que é atraído pela presença dos atores e atrizes indicados.

Causa-me espanto, no entanto, a total falta de conhecimento de parte da mídia brasileira. O portal de notícias mais visitado do país, por exemplo, disse que o Globo de Ouro é o principal termômetro para o Oscar. Ora, qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento sabe que isto não é verdade. Durante a temporada de premiações tento auxiliar o leitor na quebra deste tipo de afirmação.

E durante uma rápida troca de canais, antes do começo da cerimônia, ouvi um comentário de um jornalista brasileiro dizendo que os membros do Globo de Ouro tem grande influência nos indicados ao Oscar. Outro erro grave. Na verdade, a HFPA é composta por vários membros que aceitam lobby pesado das distribuidoras e que acabam acomodando certos indicados nas categorias secundárias de forma constrangedora. Vice é um filme de comédia mesmo? Ou é um musical? Coisas que só o Globo de Ouro consegue produzir.

A cerimônia teve um teor político mais contido. 2018 pode ser um ano para bons debates sobre cinema: a qualidade dos filmes caiu ou tivemos menos filmes bons? De qualquer forma, a HFPA fez algumas escolhas polêmicas, que certamente renderão bons debates nos Estados Unidos.

Melhor filme – Drama
“Black Panther”
“BlacKkKlansman”
“Bohemian Rhapsody” (VENCEDOR)
“If Beale Street Could Talk”
“A Star Is Born”

Comentários: Que grande surpresa! Bohemian Rhapsody é a prova clara de como o lobby influencia a HFPA. Na categoria drama, está vitória está no mesmo nível de The Turning Point, que em 1977 desbancou de forma absurda Julia, Close Encounters of the Third Kind e Star Wars, em uma das premiações mais discutidas da história do Globo de Ouro. Bohemian é ruim? Não, mas as excessiva dramatização do roteiro prejudica a condução do filme, aproximando-se de um melodrama (desnecessário neste caso).

Melhor filme – musical ou comédia
“Crazy Rich Asians”
“The Favourite”
“Green Book” (VENCEDOR)
“Mary Poppins Returns”
“Vice”

Comentários: Green Book teve uma estratégia controversa. A campanha da Universal foi moldada para First Man – e isso refletiu diretamente nas poucas nomeações do filme entre os círculos de críticos. No entanto, para a HFPA e para os sindicatos a Universal foi mais direta – e isso deve ter impacto nas nomeações do Oscar.

Melhor diretor
Bradley Cooper, “A Star Is Born”
Alfonso Cuaron, “Roma” (VENCEDOR)
 
Spike Lee, “BlacKkKlansman”
Peter Farrelly, “Green Book”
Adam McKay, “Vice”

Comentários: Como alguém vence o prêmio de melhor diretor e vê seu filme perder a vaga para Bohemian Rhapsody na disputa pelo prêmio principal? Bem, este é o Globo de Ouro.

Melhor ator- drama
Bradley Cooper, “A Star Is Born”
Willem Dafoe, “At Eternity’s Gate”
Lucas Hedges, “Boy Erased”
Rami Malek, “Bohemian Rhapsody” (VENCEDOR)
John David Washington, “BlacKkKlansman”

Comentários: Por mais que tenha restrições ao filme, tenho que respeitar a qualidade da atuação de Malek. Boa vitória. Lembro que a campanha original da FOX para este longa foi justamente em torno da categoria de melhor ator.

Melhor atriz – Drama
Glenn Close, “The Wife” (VENCEDORA)
Lady Gaga, “A Star Is Born”
Nicole Kidman, “Destroyer”
Melissa McCarthy, “Can You Ever Forgive Me?”
Rosamund Pike, “A Private War”

Comentários: The Wife é um filme que dá destaque apenas para a atriz principal. A história não chama atenção o suficiente para justificar qualquer outra indicação – mas é justo dizer que o prêmio está em boas mãos.

Melhor ator – Musical ou comédia
Christian Bale, “Vice” (VENCEDOR)
Lin-Manuel Miranda, “Mary Poppins Returns”
Viggo Mortensen, “Green Book”
Robert Redford, “The Old Man and the Gun”
John C. Reilly, “Stan and Ollie”

Comentários: mais uma pra lista de premiações bizarras do Globo de Ouro. O posicionamento como comédia (?????????) favoreceu Bale, criando um parâmetro injusto com os demais concorrentes. O prêmio deveria ter sido entregue para Redford.

Melhor atriz – Musical ou comédia

Emily Blunt, “Mary Poppins Returns”
Olivia Colman, “The Favourite” (VENCEDORA)
Elsie Fisher, “Eighth Grade”
Charlize Theron, “Tully”
Constance Wu, “Crazy Rich Asians”

Comentários: era a categoria mais previsível da noite.

Melhor ator coadjuvante

Mahershala Ali, “Green Book” (VENCEDOR)
Timothee Chalamet,” Beautiful Boy”
Adam Driver, “BlacKkKlansman”
Richard E. Grant, “Can You Ever Forgive Me?”
Sam Rockwell, “Vice”

Comentários: Ali é o grande nome de Green Book. Mais uma atuação espetacular!

Melhor atriz coadjuvante

Amy Adams, “Vice”
Claire Foy, “First Man”
Regina King, “If Beale Street Could Talk” (VENCEDORA)
Emma Stone, “The Favourite”
Rachel Weisz, “The Favourite”

Comentários: como ocorre nestes casos, as atrizes de The Favourite provavelmente tiveram seus votos diluídos, o que tornava a disputa aberta entre King e Adams. Esta última, por sinal, é favorita ao Oscar.

Melhor roteiro
“Roma,” Alfonso Cuaron
“The Favourite,” Deborah Davis and Tony McNamara
“If Beale Street Could Talk,” Barry Jenkins
“Vice,” Adam McKay
“Green Book,” Peter Farrelly, Nick Vallelonga, Brian Hayes Currie (VENCEDOR)

Comentários: tradicionalmente a categoria mais disputada do Globo de Ouro. Boa escolha!

Melhor trilha original

“A Quiet Place,” Marco Beltrami
“Isle of Dogs,” Alexandre Desplat
“Black Panther,” Ludwig Göransson
“First Man,” Justin Hurwitz (VENCEDOR)
“Mary Poppins Returns,” Marc Shaiman

Comentários: First Man foi esnobado em várias categorias. Recebe merecidamente este prêmio, no entanto.

Melhor canção original

“All The Stars” (“Black Panther”)
“Girl in the Movies (“Dumplin”)
“Requiem for a Private War” (“A Private War”)
“Revelation” (“Boy Erased”)
“Shallow” (“A Star Is Born”, VENCEDOR)

Comentários: Não sou especialista em música, mas a batalha era entre Shallow e All the Stars. Venceu o longa com a melhor campanha na HFPA.

Melhor animação:

“Incredibles 2′
“Isle of Dogs”
“Murai”
“Ralph Breaks the Internet”
“Spider-Man: Into the Spider-Verse” (VENCEDOR)

Comentários: É impressionante a grande disparada de Spider-Man no último mês. Não me recordo de uma animação que conseguiu tamanha repercussão em tão pouco tempo. Desbanca naturalmente The Incredibles 2 e deve ser uma das boas batalhas no Oscar.

Melhor filme estrangeiro
“Capernaum”
“Girl”
“Never Look Away”
“Roma” (VENCEDOR)
“Shoplifters”

Comentários: A lista deste ano não é muito boa, considerando que temos duas nomeações questionáveis Capernaum e Girl. Era óbvio que Roma levaria o prêmio.

Comments

comments

Deixe uma resposta