Summer of 84 – 2018

Summer of 84 é uma produção canadense que não deixa uma impressão positiva. Ao propor um thriller que apela para a construção da narrativa dentro da tradicional parceria juvenil, os diretores François Simard, Anouk Whissell e Yoann-Karl Whissell optam pelo feijão com arroz, sem correr riscos.

Na pequena cidade de Ipswich, em Oregon, o jovem Davey Armstrong (Graham Verchere) se impressiona com a investigação sobre um serial killer que está criando pânico na região por visar crianças e adolescentes. Junto de um grupo de amigos, ele cria uma espécie de força-tarefa amadora para provar que seu vizinho, o policial Wayne Mackey (Rich Sommer), é o assassino.

A amizade entre adolescentes é recorrente no cinema. Quando bem utilizada, é chave para o desenvolvimento de tramas memoráveis, como Stand by Me. Essa vibe dos anos 80 é positiva, pois abre espaço para a utilização de inúmeros elementos que poderiam quebrar as propostas de suspense se fossem deslocadas para o tempo presente (especialmente na questão da comunicação instantânea). O apelo da memória e a imagética desta década nos Estados Unidos é um fator extra, e o filme até que tenta captar esse período de ouro ao vincular Reagan e o contexto da Guerra Fria de forma secundária.

O problema, como sempre, está na condução da história. Não existe um plot twist, que convença o espectador a repensar sobre o desfecho do filme, que já é conhecido nos primeiros quinze minutos de trama. Além disso, existe uma omissão forçada da investigação pela polícia que acaba totalmente com a credibilidade do filme por colocar Davey como um rapaz capaz de seguir pistas que nem o FBI conseguiu juntar. Em nome do “entretenimento” a todo custo, é óbvio que a história é comprometida.

A proposta de um filme B é notória ao analisar a parte técnica. Fotografia sem inspiração e trilha sonora sem força e identidade (estamos mesmo falando de um thriller?) infelizmente merecem uma menção. Summer of 84 foi lançado em Sundance, com razoável recepção. Sem grandes chances de prosperar nas salas de cinema, era óbvio que sua distribuição ocorreria nas plataformas de streaming, onde tentará uma sorte melhor.

NOTA: 4/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta