Coco (Viva: A Vida é uma Festa) – 2017

Coco (Viva: A Vida é uma Festa, no Brasil) mostra o motivo pelo qual a Pixar domina o mercado de animação. Sensível e com uma trilha sonora impecável, a produção dirigida por Lee Unkrich e Adrian Molina, funcionários de carreira da empresa, apresenta uma história que emociona crianças e adultos.

Miguel (Anthony Gonzalez) vive com sua família em um pequeno e humilde vilarejo mexicano. Seu sonho é se tornar famoso como o lendário Ernesto de la Cruz (Benjamin Bratt), que fez sucesso várias décadas atrás na música e no cinema. Miguel, no entanto, tem um grande empecilho. Sua família proíbe qualquer tipo de interação com a música pois seu trisavô abandonou sua esposa e sua filha, Coco, para perseguir uma carreira e nunca mais voltou para casa.

É interessante notar como a Pixar consegue colocar em seu roteiro questões bem complexas que de fato podem estar presentes no dia a dia. No caso de Coco, bisavó de Miguel, seus 97 anos de idade mostram bem suas limitações motoras, além do princípio de seus constantes esquecimentos, que evoluem durante a exibição e que possuem impacto direto na conclusão. Obviamente o foco está na tradicional festa mexicana do Dia de los Muertos, na qual Miguel consegue passar para o mundo dos mortos e faz contato com seus antepassados para buscar motivação e ajuda para realizar seu sonho na música, além de tentar descobrir a real identidade de seu trisavô e o real motivo de seu desaparecimento no passado.

O trabalho sonoro é impecável, seja nas dublagens ou na escolha das músicas, que respeitam as tradições mexicanas (isto é, não é uma americanização barata de uma festa popular e respeitada). Mas os efeitos visuais que realmente impactam diretamente. É impressionante testemunhar a evolução da Pixar, que investe cada vez mais tempo em pequenos detalhes que talvez sejam notados após uma segunda ou terceira análise. O mundo dos mortos tem um toque de ingenuidade mas ainda assim permite que o roteiro explore tópicos como lembranças e até mesmo assassinatos.

Coco é a grande aposta da Pixar para as premiações da temporada. Não pode ser diferente, já que é uma das grandes animações deste ano.

NOTA: 8/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta