It Comes at Night (Ao Cair da Noite) – 2017

It Comes at Night (Ao Cair da Noite, no Brasil) é mais uma produção que busca espaço a partir de uma narrativa pós-apocalíptica. Com um tom minimalista, o diretor e roteirista Trey Edward Shults leva ao cinema uma interessante mistura de thriller com terror.

Paul (Joel Edgerton) vive com sua esposa, Sarah (Carmen Ejogo), e seu filho, Travis (Kelvin Harrison Jr.) em uma pequena cabana no meio da floresta. Buscando sobreviver a um vírus que está acabando com a vida humana, a família vê sua casa ser invadida por Will (Christopher Abbott), que buscava água para levar para sua esposa, Kim (Riley Keough), e para seu filho, o pequeno Andrew (Griffin Robert Faulkner). Após uma discussão, Paul concorda em acolher os três, que, em troca, oferecem seu estoque de comida.

Existe uma interessante proposta que tenta fazer da confiança um elemento central neste filme. Observamos atentamente a aproximação das duas famílias – e a desconfiança que toma conta do ambiente, seja no jantar ou nas tarefas cotidianas. Em meio disso, os pesadelos de Travis – que sugerem uma tragédia – ficam deslocados, ainda que exista uma tentativa forçada de encaixá-los dentro do eixo principal da trama. Edgerton é a grande estrela da produção, com uma excelente atuação que transmite segurança e maturidade, comprovando que está no melhor momento de sua carreira.

Como gosto muito de filmes pós-apocalípticos, vejo que It Comes at Night consegue seu espaço dentro do gênero, mas infelizmente peca por deixar seu público sem valiosas respostas que poderiam auxiliar a entender a proposta final do diretor. Faltou um pouco mais de atenção na exploração do cenário e faltou investir mais na construção da história dos próprios personagens. Mesmo assim, a originalidade do filme – com diálogos afiados – acaba chamando a atenção.

NOTA: 6/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta