Logan – 2017

Logan foi o maior sucesso do primeiro semestre de 2017 no cinema mundial. O filme dirigido por James Mangold sabe dimensionar muito bem o impacto das decisões tomadas pelo personagem principal – e aproveita tópicos apresentados nos filmes anteriores (seja da franquia Wolverine ou X-Men) para mostrar ao espectador a dimensão do universo criado. Com o recente lançamento em Blu Ray, decidi escrever sobre o filme e sobre os extras apresentados.

2029. Não existe nenhum registro de nascimento de novos mutantes em um quarto de século, graças a perseguição. Logan (Hugh Jackman) vive em El Paso, e Charles (Patrick Stewart) já não controla mais seus poderes como antigamente. Alcoólatra, Logan conta com a ajuda de Caliban (Stephen Merchant) para esconder o professor e dar sua medicação diária. Tudo muda quando Logan acaba descobrindo a existência de Laura (Dafne Keen), criança que parece contar com os mesmos poderes do protagonista, mas que é procurada por Donald Pierce (Boyd Holbrook) e suas tropas paramilitares.

Logan não abusa do CGI para oferecer entretenimento ao público. É justamente na investida em um olhar mais próximo da vida de Wolverine que temos um prato cheio para ver as infinitas possibilidades do Universo Marvel. Em Blu Ray, a produção oferece algumas cenas deletadas. O ponto alto, no entanto, está em três conteúdos de altíssima qualidade: o primeiro é um making of com 75 minutos de duração, que mostra o cuidado com a captação de tomadas essenciais, além de uma série de curiosidades; a seguir, temos o precioso comentário do diretor James Mangold, que quebra vários paradigmas ao fazer uma leve crítica a forma como os filmes de super-heróis são promovidos recentemente – explicando, portanto, o motivo pelo qual Logan busca fugir desse padrão. Para quem gostar do filme, a versão Noir é uma excelente pedida, já que o contraste do p/b acentua várias passagens.

Logan é um filme exemplar no que diz respeito aos blockbusters. Ao abraçar a classificação R nos Estados Unidos, Mangold consegue ótimos diálogos que tiram o máximo do personagem de Jackman, em mais uma ótima atuação. É um filme longo para os padrões do cinema atual, mas que não perde fôlego graças as ótimas sequências de ação.

NOTA: 8/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta