Arrival (A Chegada) – Perguntas e Respostas

Caros leitores.

Tendo em vista o estrondoso sucesso de Arrival (A Chegada – leia a crítica), decidi fazer uma breve lista com algumas perguntas e respostas das questões que talvez deixem algum espaço para dúvida. Para quem se interessar pela história, recomendo fortemente a leitura de Stories of Your Life, de Ted Chiang (disponível no Brasil recentemente por conta do filme). A explicação de questões essenciais para o desfecho da narrativa pede um alerta de spoiler aqui. Por favor, não continue a leitura caso não tenha assistido ao longa.

P: 12 naves foram enviadas. Alguma explicação para esse número – e para a localidade dos pousos?

A questão chave do filme é a comunicação. Os pousos foram feitos em localidades aleatórias tendo em conta a distância entre delas (por este motivo duas acabam pousando na Rússia).

P: Louise realmente consegue compreender a língua alienígena?

Sim. Com seu estudo, ela compreende a diferente forma de comunicação dos aliens. Os logogramas são formas complexas que expressam palavras e frases em um único sinal.

P: A compreensão da língua alienígena então faz com que seja possível manipular o tempo?

Exatamente. É neste ponto que Villeneuve desafia a lógica tradicional. O entendimento da linguagem faz com que a manipulação do tempo seja possível

P: Durante o filme, a Hipótese de Sapir-Whorf é mencionada. Como ela entra na narrativa?

A hipótese é bastante criticada atualmente. Basicamente, Sapir e Whorf escreveram que a fala das pessoas reflete a forma como elas pensam.  Ela é usada no filme para tentar dar uma luz ao diferente, na tentativa de esclarecer o relativismo linguístico.

P: Qual a teoria de viagem ao tempo utilizada neste filme?

Temos aqui mais um exemplo do Paradoxo de Bootstrap, onde um loop temporal alternativo e fechado é criado para ‘ver o futuro’.

P: Algum outro filme utilizou da mesma base teórica?

Sim, Interstellar partilha da mesma base, mas propõe uma discussão mais aprofundada.

P: A cena de Louise com o General Shang é um sonho?

Não. Ela utiliza justamente o loop temporal alternativo para conseguir acessar sua conversa no futuro com o General. A conversa realmente ocorreria no futuro.

P: Quais foram as palavras finais da mulher do General Shang? 

Na guerra não existem vencedores, só viúvas.

P: Por qual motivo um pássaro é levado para os contatos com os alienígenas. Eles ajudam na compreensão?

Não, os pássaros tem outra utilidade. Assim como os mineiros levam canários nas minas, os pesquisadores levaram o seu na nave para conseguir medir os níveis de oxigênio. Quando Louise tira o traje, ela sabe que respiraria ar puro justamente pelo fato do canário estar vivo.

P: Qual a lógica por trás dos nomes Abbott e Costello?

Foram nomes criados por Villeneuve e pelo roteirista Eric Heisserer para homenagear a popular dupla de humoristas que marcou época nos EUA. Não existe menção alguma no livro.

P: Abbott morreu por conta da explosão?

Sim, ao proteger Louise e Ian Abbott acaba se ferindo (por isso ele estava em processo de morte).

P: Qual a explicação para a cena mágica de Louise dentro da nave?

Essa questão é interessante. Além de estudar a linguagem alienígena durante algumas semanas, Louise torna-se a escolhida. O livro deixa isso mais claro, mas a construção no filme é bem feita e também sugere essa conclusão. É por isso que ela compreende tudo e passa a se comunicar normalmente com eles, mesmo sem seus instrumentos.

Comments

comments

Um comentário em “Arrival (A Chegada) – Perguntas e Respostas

Deixe uma resposta