Os dez melhores filmes de 2015

Anualmente faço uma lista dos melhores filmes do ano. E publico ela um dia após do Oscar.

Um leitor, no ano passado, me perguntou: Waldemar, não é muito tarde? Não.

Para fazer uma lista dos melhores filmes de 2015 preciso ter um patamar completo da lista das produções de 2015. Como não preciso explicar, vários lançamentos e expansões ocorrem nos Estados Unidos apenas em janeiro (foi o caso de The Revenant, por exemplo). No caso dos filmes ‘estrangeiros’ isso é ainda mais acentuado (a expansão nacional de Son of Saul ocorreu apenas em fevereiro). Não acho correto dizer que The Revenant é, por exemplo, o melhor filme de 2016 (como você vai ler em várias listas no final do ano) se a produção é de 2015! Por este motivo, adoto esta metodologia. Filmes de 2015 na lista de 2015.

E 2015 foi um ótimo ano para o cinema. Segue a lista!

10) Mad Max: Fury Road – Tecnicamente impecável! Miller surpreendeu ao trazer muito mais do que um simples filme de ação para as telas do cinema.

9) Mustang – Drama que expõe uma dura realidade. Mais que isso, uma produção consciente, que se propõe a intermediar uma discussão moral que assombra a Turquia.

8) Room (O Quarto de Jack) – A pequena ‘grande’ produção de Lenny Abrahamson conquistou o mundo. O livro base de Emma Donoghue é excelente, e sua atuação na adaptação do roteiro é a chave para o sucesso.

7) Son of Saul (O Filho de Saul) – Dono de uma poderosa e impactante cena inicial, a excelente discussão sobre o Holocausto também abre o campo para a análise de objetos de análise secundários (com a mesma perfeição que a história principal é rodada).

6) Irrational Man (O Homem Irracional) – O filme incompreendido de 2015. Marcante, com a tradicional mão de Allen e com uma atuação de luxo de Phoenix.

5) Creed – Um filme espetacular, de grande impacto dentro de um gênero deixado de lado pela Academia. Produzir um longa deste tipo é difícil, e Ryan Coogler conseguiu achar em Michael B. Jordan o equilíbrio perfeito para não sustentar seu personagem principal nas costas de Rocky. Syl, por sua vez, entrega a melhor atuação de sua carreira.

4) The Big Short

Ambientada em um contexto recente, o humor negro e a tentativa de pegar na mão do espectador para explicar termos complicados de Wall Street chamam a atenção.

3) Spotlight

Os caminhos de uma investigação séria. Elenco de peso e ótimo roteiro original (estruturado em bases sólidas).

2) Tangerine

Um filme independente impactante – certamente o melhor deste novo milênio. Caminha em ruas onde Hollywood faz vista grossa. Impecável e maduro.

1) The Revenant (O Regresso)

Um marco do cinema recente. A perfeita harmonia entre fotografia, direção e edição ganha destaque com uma atuação de luxo de Leo DiCaprio.

 

Melhor animação do ano: Inside Out

Menção honrosa: Ich Seh, Ich Seh, que teve lançamento em 2014 apenas na Áustria, com expansão em 2015.

Comments

comments

Deixe uma resposta