Results (Resultados) – 2015

Andrew Bujalski é reconhecido no campo independente americano como um dos maiores talentos de sua geração. Results (Resultados, no Brasil) foi lançado em Sundance, no começo deste ano, com aplausos da plateia. Pensava-se até mesmo em uma distribuição de alto nível, mas aos poucos a excitação com esta produção ficou de lado devido ao fraco desempenho nas sessões domésticas.

Misturando romance, comédia e melodrama, o carro chefe do filme é Guy Pearce, que interpreta Trevor, um australiano que sonha em tornar sua acadêmia “Power 4 Life”, como uma referência de qualidade de vida. Ambientado na cidade de Austin, no Texas, sua principal empregada é a personal Kat (Cobie Smulders), que tem uma vida privada extremamente confusa. Quando Danny (Kevin Corrigan) aparece para tentar mudar seu ritmo de vida, as mágoas do passado existentes entre Trevor e Kat são passadas a limpo, diante do espectador. Danny é um homem que ficou milionário após receber a herança de sua mãe, dias depois de ter se separado. Com uma vida monótona, ele acredita que o dinheiro pode comprar tudo.

Results tenta dar o passo maior que a perna – e isto acontece durante todo o filme, infelizmente. Quando pensa-se que o foco pode se virar para Kat, ela sai de cena. Quando Danny toma o lugar de protagonista, ele acaba saindo de cena. Tudo por conta da estrela de Pearce, que não poderia ser deixado para trás e teve um personagem moldado especialmente para ele. A falta de costura deixa a história completamente sem rumo, optando por tomadas bizarras – fora os clichês comuns, como o do milionário depressivo por ter muito dinheiro.

Bujalski não se preocupa em fazer a ponte dos sonhos de Trevor com sua realidade pessoal, o que seria um elemento extremamente positivo. Para ser justo, até que existe uma tentativa de fazer tal análise, mas ela também é deixada de lado para focar no romance dos personagens de Pearce e Smulders – o grande destaque do filme, sem sombra de dúvida.

Results trata de forma rápida (mas precisa) sobre a rotina das academias: pressões, promessas falsas e a busca por dinheiro. Se este objeto fosse melhor aproveitado, certamente esta seria uma excelente produção independente. Não foi o caso.

NOTA: 5/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta