Survivor – 2015

Espionagem, ação, tiroteio. Survivor é um filme americano lançado neste mês que tenta a todo custo trazer de volta o espírito dos longas que fizeram sucesso duas décadas atrás. A busca pela fórmula mágica de sucesso, no entanto, sofre um duro golpe por conta das opções feitas pelos produtores.

Milla Jovovich é Kate Abbott, uma agende de inteligência dos Estados Unidos que desconfia da entrada de Balan (Roger Rees), um médico romeno, no país. Kate suspeita que o homem faça parte de uma organização terrorista – algo que é se torna um empecilho aos planos de Balan, que ordena sua execução. O encarregado para esta tarefa é um famoso assassino conhecido apelas por Relojoeiro (Pierce Brosnan), que começa uma perseguição entre gato e rato para cumprir sua missão. Enquanto isso, o romeno prepara um ataque no coração de Nova York durante as comemorações do ano novo.

O diretor James McTeigue tem em seu currículo participações como assistente em filmes importantes, como a trilogia Matrix. Quando decidiu entrar de vez na carreira de cineasta, entrou com grande estilo graças ao sucesso de V for Vendetta. Mas desde então, James coleciona vários fracassos – e Survivor vem para entrar nessa lista como o pior longa assinado por ele até agora. Por nenhum momento ele decidiu colocar em prática seu espírito investigativo, ou mesmo tentou colocar alguma interrogação na cabeça do público. Ele faz o feijão com arroz e apenas mostra o que ele quer que seja visto.

Infelizmente Pierce Brosnan está em uma fase negativa de sua carreira, na qual o dinheiro parece ser mais atrativo do que um papel em um filme pequeno independente com potencial de crescimento. Não o critico pelo fato de que tal prática está cada vez mais comum no mercado americano e no europeu, mas é uma pena ver seu talento desperdiçado em um personagem completamente engessado. Os fãs de Jovovich também devem notar que a atriz não esteve nem perto de mostrar um quarto de sua competência – mais uma vez culpa do diretor e dos produtores.

O roteiro coloca o Relojoeiro como um vilão ao estilo 007, esbanjando charme e competência. O problema é que a perseguição mostrada no filme beira o absurdo, já que a mulher, sem nenhuma explicação plausível, passa a fugir até mesmo de seus companheiros de inteligência e vira suspeita por alguns crimes que ocorrem durante a caçada. Isto torna Survivor um desastre completo. O filme consegue reunir os piores clichês possíveis em um filme de ação – e abusa da boa vontade do espectador para vender um filme de ação muito abaixo da média. O elenco mal utilizado, as péssimas tomadas e a ambientação prejudicam ainda mais uma experiência comprometida logo nos primeiros minutos de exibição.

NOTA: 2/10

IMDb

Comments

comments

Deixe uma resposta