Mandariinid/Tangerines – 2013

Mandariinid (distribuido mundialmente com o título Tangerines) apresenta uma proposta extremamente interessante: contar um drama de guerra com apenas duas cenas de ação. O longa georgiano, indicado ao Globo de Ouro para a categoria de melhor filme estrangeiro, busca diminuir a escala de análise da Guerra da Abecásia, entre os anos de 1992 e 1993 para divulgar uma mensagem anti-guerra.

Em um dos principais conflitos étnicos criados pela queda da União Soviética, a população estoniana viu-se pressionada para sair das terras que estavam sendo disputada por militares da Abecásia e da Geórgia. Uma das excessões é  Ivo (Lembit Ulfsak), que preferiu não seguir sua família e ficar na região para ajudar seu amigo e vizinho Margus (Elmo Nuganen) na colheita das tangerinas. Preocupados com o andamento da guerra – e com a possibilidade de um conflito em suas terras, um tiroteio ocorre justamente na frente da residência de Ivo. O mercenário checheno Ahmed (Giorgi Nakashidze) e seu rival georgiano Nika (Mikhail Meskhi) são recolhidos com ferimentos graves e levados para a casa de Ivo. Aos poucos os homens passam a se respeitar e tentam se recuperar da melhor maneira possível em meio a guerra.

O andamento do longa é feito de forma bastante agradável. Ao contrário dos longas produzidos na região, que optam pelo detalhismo e pela gradual construção dos personagens,  Mandariinid é curto e se desenvolve através da premissa de que todos os humanos são iguais e que devem se respeitar. O elenco – composto apenas por homens – consegue tratar com humor algumas situações cotidianas neste cenário tão confuso. A guerra, por sua vez, é apontada como a celebração da morte. Algumas cenas de tensão colocadas precisamente de vinte em vinte minutos, não deixam por nenhum momento o filme se tornar chato e cansativo, algo que poderia prejudicar a história, já que a paisagem é sempre a mesma e por várias cenas acompanhamos o confinamentos dos rivais.

NOTA: 7/10

IMDB

Comments

comments

3 comentários em “Mandariinid/Tangerines – 2013

Deixe uma resposta