The Birdcage (The Birdcage – A Gaiola das Loucas) – 1996

Queridos leitores. Confesso que ainda não encontro palavras para descrever minha tristeza com a decisão de Robin Williams: ao tirar sua vida, deixou uma série de fãs órfãos de sua genialidade. Como Robin, dificilmente verei alguém. Seu senso de humor era único. Por isto, passado um mês desta tragédia, trago para análise um filme que estava na minha lista a muito tempo.

The Birdcage (The Birdcage – A Gaiola das Loucas, no Brasil) consegue fazer humor com um tópico relacionado a homossexualidade sem ser vulgar. Uma coisa que me incomoda muito é a forma como a TV brasileira busca criar personagens gays nas suas novelas (especialmente a Globo) para fazer graça com o sotaque ou estereotipar de forma absurda. A chave para o sucesso deste longa – que também foi indicado para o Oscar de melhor direção de arte – passa por um excelente roteiro e ótimas atuações dos protagonistas.

Robin Williams interpreta Armand Goldman, dono de uma boate gay de South Beach. Ele vive junto com Albert (Nathan Lane), a principal estrela da casa, que sofre com o medo de que Armand o abandone. Ele toca seu dia-dia graças a Agador (Hank Azaria), animado jovem que sempre tem uma Pirin (veja o filme para entender!) nas mãos. Tudo parece bem até que o filho de Armand, Val (Dan Futterman) pensa em se casar com uma moça que é filha de um Senador linha dura (Gene Hackman). O resto é fácil de imaginar: uma verdadeira confusão acontece para as famílias se conhecerem.

A direção do ótimo Mike Nichols é bastante segura. Em um curioso caso da produção, Mike exigiu que Williams filmasse suas cenas de duas formas diferentes: uma seguindo a risca o roteiro; a outra, improvisando, algo que Williams era especialista. Alguns pequenos cortes indicam justamente a transição das cenas improvisadas para as “originais”, se me permitem utilizar este termo. A fotografia se aproveita da beleza das praias da Flórida para criar um ambiente colorido que é bastante positivo – e fecha com a premissa do filme.

Vale muito a pena conferir esta grande comédia da década de 1990!

NOTA:7/10

IMDB

Comments

comments

Deixe uma resposta