The Lego Movie (Uma Aventura Lego) – 2014

The Lego Movie (Uma Aventura Lego, no Brasil) é uma das melhores coisas feitas em termos de animação. E é incrível analisar como a franquia dos blocos deixou de ser limitada a brinquedos para virar algo extremamente atraente em todas as áreas do entretenimento.

O grupo dinamarquês fundado em 1949 expandiu-se na última década licenciando cada vez mais franquias atrativas – como Senhor dos Anéis, The Hobbit, Star Wars e DC Comics. Ao levar o mundo da construção para o vídeo game, no primeiro momento, a empresa deixou claro que seu potencial era muito maior do que era imaginado. O sucesso, enfim, veio com esta animação da Warner Bros, que consegue criar um roteiro extremamente eficaz.

A história mostra como um simples trabalhador chamado Emmet (Chris Pratt) é recrutado para defender o Universo Lego do terrível Lord Business (Will Ferrell), um vilão que planeja colar todas as peças para ver seu projeto de mundo bem sucedido.  Inicialmente Emmet é confundido com um “Master Bulder”, ou seja, alguém que pode montar todas as peças sem ler nenhum tipo de manual de instruções. Mas quando a verdade vem a tona, ele usa seus conhecimentos do dia a dia e consegue grandes amizades que o ajudam a resolver os mais diversos problemas enfrentados a favor de um mundo Lego livre.

Tudo no filme é lindo! Além das cores vivas e das piadas que realmente funcionam (e são engraçadas!), a preocupação com pequenos detalhes do universo Lego deixa qualquer espectador de queixo caído. O pessoal da produção pensou em algo tão grandioso que obteve sucesso ao colocar lado a lado as principais franquias atuais e mesclar passagens engraçadas com o time de all stars da NBA de 2002 e um hilário astronauta “de mil novecentos e oitenta e poucos” com seu uniforme todo desmontado.

Uma das cenas que mais me chamou a atenção está fora da narrativa principal: no começo do filme, acompanhamos o desenvolvimento de uma tradicional Lego City. E ver os operários realmente montando algo que poderia muito bem ser um set de engenharia é muito legal de se observar! O filme deixa de tomar o rumo óbvio para concentrar-se em uma história paralela muito bem organizada, estrelada por Will Ferrell. O genial disto tudo é que a animação não deixa a desejar por um segundo, mesmo com os humanos interagindo diretamente com as peças. Diferentemente de Toy Story, o efeito do homem no Universo Lego pode ser observado no próprio mundo Lego.

E vamos pensar juntos: será que um Lego lutando contra o outro seria legal de se observar? Enfim, até que daria para criar uma história por cima disto, mas unir os mais diversos personagens em torno de um bem comum bem estruturado, defendendo o mundo das peças contra as terríveis colas que não deixam a liberdade para que os blocos sejam desmontados, foi uma decisão sábia. A trilha sonora também ganha destaque. E falando nisto, não posso deixar de mencionar a marcante presença de Morgan Freeman, dando um ar de Deus a seu personagem.

Uma jóia em todos os campos. Um exemplo de longa agradável para todas as idades.

NOTA: 10/10

IMDB

5 comentários em “The Lego Movie (Uma Aventura Lego) – 2014

Deixe uma resposta