End of Watch (Marcados para Morrer) – 2012

Farei ao leitor a mesma pergunta que Vincent fez a Jules em Pulp Fiction: you ever seen that show Cops? Caso positivo, saiba que End of Watch (Marcados para Morrer, no Brasil) parte do mesmo modelo apresentado pela popular série de TV dos Estados Unidos: policiais filmando sua rotina.

Jake Gyllenhaal e Michael Peña interpretam Brian e Mike, dois tiras de Los Angeles que enfrentam o perigo diariamente. Eu cansei de ver filmes do gênero policial que explora a amizade entre dois companheiros de profissão, mas poucas vezes assisti a uma história tão cativante e profunda quanto a deste longa. A parceria entre os dois é muito forte. Desde os primeiros minutos de exibição descobrimos que um daria a vida pelo outro. A rotina deles muda completamente quando eles batem de frente com um cartel que controlava o tráfico humano na região de LA. “Marcados para Morrer”, como bem menciona o título no Brasil, eles são alvo de uma grande emboscada.

O roteiro é extremamente limpo e elegante. Por mais que a história do cartel seja essencial para o desenrolar da história, as situações aleatórias da vida de um policial não são deixadas de lado. Entre um trabalho e outro, também há espaço para analisar a vida pessoal dos dois amigos, com foco voltado para a parte amorosa.

Não tenho dúvidas que esta foi a melhor atuação de Peña, que até então  quase sempre pegava papéis pequenos como mexicano traficante de drogas ou o latino bobo. Este foi o primeiro longa em que ele realmente teve condições para brilhar. Quem acompanhou seu trabalho na série The Shield sabe o grande potencial deste ator. Por outro lado, confesso que sou grande admirador de Jake Gyllenhaal. Os últimos filmes que ele tem feito me agradaram muito (especialmente Prisoners, de Denis Villeneuve). Ótimo elenco em um dos melhores filmes deste gênero dos últimos tempos. O que mais era de se esperar de David Ayer, o homem por trás de Training Day (2001).

NOTA: 7/10

IMDB

Comments

comments

Deixe uma resposta