The Armstrong Lie – 2013

Lance Armstrong chegou a ser considerado como o maior atleta da história. Além de ser a esperança de milhares de pessoas que enfrentam o câncer, também era carismático e tinha uma lábia invejável. Acompanhar a ascensão e queda deste ciclista foi um grande golpe para mim. Durante minha infância ele foi o esportista que me inspirava. Afinal, quem mais tinha uma história de superação como a deste homem?

Armstrong viveu uma grande mentira. Seus patrocinadores, sua família, seus fãs e boa parte da imprensa também.  The Armstrong Lie é um documentário que tenta mostrar o Lance Armstrong antes e depois da entrevista com Oprah, quando finalmente admitiu o uso drogas em todas suas vitórias no Tour de France.Produzido e dirigido pelo vencedor do Oscar Alex Gibney, este longa ficou na gaveta por alguns anos e teve que ser completamente reformulado. Alex queria contar sobre o grande retorno de Lance em 2009, quando seus críticos e o mundo estavam de olho em seu rendimento. Após as acusações da agência de doping dos Estados Unidos, Gibney mudou completamente o foco: deixou de contar uma história de superação para adotar um tom investigativo.

A primeira hora deste filme é extremamente interessante. Além de abordar a carreira de Lance, os produtores também conseguiram entrevistas com vários ex-parceiros de equipe do ciclista estadunidense.  Eles também foram atrás do infame doutor Michelle Ferrari, o homem por trás dos abusos do ciclista que chegou a ter em seu currículo sete vitórias consecutivas no Tour de France. De forma contida, Gibney mostra o poder de Armstrong. Desde ameaças até amizades influentes, Lance conseguia tudo o que queria. Hein Verbruggen, presidente da Union Cycliste Internationale, por exemplo, mantinha investimentos em empresas que patrocinavam o americano.  É fácil entender o motivo dos testes anti-drogas de 1999 até 2005 serem “mais leves”.

Mas a grande falha do documentário é justamente apostar muito no conteúdo antigo. Ao invés de tentar desconstruir toda a mentira criada por Armstrong, por mais de quarenta minutos ficamos presos na história do retorno do americano ao ciclismo em 2009. Parece que os produtores ficaram com preguiça de ir atrás de pessoal da USADA. Em alguns pontos, apenas fatos são jogados, sem qualquer ambição de questionamento.

Armstrong hoje é considerado um perdedor, trapaceiro, mentiroso. Perdeu a maior parte da sua legião de fãs e todos seus patrocínios foram cancelados. The Armstrong Lie não explora o lado pessoal do ex-ciclista por um segundo. Mesmo assim, é um bom começo para tentar compreender o que se passava na cabeça deste homem.

NOTA: 7/10

IMDB 

Deixe uma resposta