Jaws (Tubarão) – 1975

Em 2008 fiz uma análise geral de cada filme avaliado por mim no IMDB. Todos aqueles que não me lembrava foram deletados e separados para uma nova avaliação. Esta lista de dez longas inclui Jaws, Ben Hur e The Green Mile. Pois bem, vamos começar os trabalhos: Jaws, dirigido por Steven Spielberg, teve arrecadação de quase meio bilhão de dólares, um extraordinário feito considerando o orçamento de 9 milhões da Universal para este longa.

Tudo começa após uma moça ser morta graças ao ataque de um tubarão na Ilha de Amity. A estranha sequência de ataques no local deixa o chefe de polícia Martin Brody (Roy Scheider) perplexo. Ele se une com o caçador Quint (Robert Shaw) e biólogo Matt (Richard Dreyfuss) para matar o animal.

A tensão é cuidadosamente planejada. O espectador fica apreensivo ao se deparar com uma cena em que boa parte da população está na água e uma evacuação ocorre após duas crianças vestirem fantasias de tubarão. É o build-up. Aos poucos tomamos conhecimento da grande perceptibilidade do tubarão e do verdadeiro perigo que ele representa para a comunidade local. O ponto positivo é que Jaws não mostra o animal protagonista como sobrenatural. Ao contrário. O livro base para o roteiro, escrito por Peter Benchley, teve grande inspiração dos ataques ocorridos em Jersey Shore em 1916, um dos primeiros relatos de ataque de tubarão-branco desde a formação da imprensa. Spielberg mostra que o homem, mesmo sendo mais inteligente que o animal, deve se adaptar a seu meio de sobrevivência. A última tomada do filme (muito polêmica, por sinal) é um marco de Hollywood! A símbolo maior de triunfo no período pré-digital.  A trilha sonora é algo a parte. Afinal, o que mais podemos dizer quando o nome envolvido é John Williams?

Jaws tem o poder de assustar e entreter ao mesmo tempo. Esta combinação explica porque este filme tornou-se um dos maiores blockbusters de sua época e influenciou a produção de tantos outros longas.

NOTA: 7/10

IMDB

Comments

comments

Um comentário em “Jaws (Tubarão) – 1975

Deixe uma resposta