Bad Day at Black Rock (Conspiração do Silêncio) – 1955

 Bad Day at Black Rock (Conspiração do Silêncio, no Brasil) é muito mais que um thriller. Combina elementos de um típico western com um toque de film noir. Com direção de John Sturges e estrelado pelo lendário Spencer Tracy, é impossível não se lembrar de High Noon ao assistir este longa.
A história se passa na pacata Black Rock. John J. Macreedy surpreende a cidade fazer parar o trem que passa pelo vilarejo para se hospedar em um hotel da região. Devido ao fato da cidade estar muito isolada, os habitantes desconfiam das intenções de John J. Então entendemos porque o filme no Brasil se chama “Conspiração do Silêncio”: os habitantes da cidade sabem por que John está lá, mas o espectador não sabe o que ele procura. Apenas sabemos que John está atrás de um agricultor japonês que não responde suas cartas desde 1941 (o filme se passa logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945).
Todo o suspense em torno do segredo da cidade é muito bem construído. Assim como Gary Cooper em High Noon, a cidade está contra John J e sua morte é desejada por todos, desde o agente funerário até o dono do hotel (ou seja, outnumbered in a big way, como diria Ronald Reagan). Uma cena de perseguição no deserto é o ponto alto do filme, considerando que ele foi rodado em 1955. Teria tudo para ser um grande filme se o final não fosse tão apressado. Parecia que os produtores tinham o tempo controlado no relógio. Entre a revelação do segredo final e seus desfechos, temos apenas 5 minutos. Dá a clara impressão de que não havia muito que contar após a revelação do que aconteceu com o japonês.
Vale para os fãs de Tracy e Sturges.
NOTA: 6/10

Comments

comments

Deixe uma resposta